O novo algoritmo do Google penaliza sites não Responsivos (sites sem a versão mobile) | MOBILE-FRIENDLY

Desde 21 de abril o novo algoritmo de busca do Google promete priorizar os sites mobile-friendly nos resultados de busca. E o fato da empresa dominar 75% do market share de buscas online faz com que a mudança seja incrivelmente significativa também para os donos, criadores e desenvolvedores de websites do mundo todo.

O Google já está verificando se um site é compatível ou não com celulares e tablets. Caso não seja, o Google retirará o endereço dentre as primeiras páginas da pesquisa, deixando o site mais longe nas pesquisas.

A medida prejudica, principalmente, pequenas empresas que possuem sites mais antigos ou que nem sabiam desta nova atualização do algoritmo do site de busca.

 

 

dispositivos-google-marta-roberta-site-responsivo

Segundo um comunicado do Google, “conforme mais pessoas usam dispositivos móveis para acessar a internet, nossos algoritmos têm de se adaptar a essa camada de uso.” E complementa: “Agora, o Google vai priorizar páginas de serviços que são bons para o meio que a pessoa está usando.” Hoje, no Brasil, mais de 60% das pesquisas realizadas pelo Google já são realizadas via mobile, razão para o Google tomar esta decisão.

Atualmente, os mecanismos de buscas usavam como referência a disponibilidade do site, a relevância e o balanceamento entre o conteúdo buscado e o do site, evitando páginas que apenas repliquem conteúdo para se sobressair.

Um ponto muito importante: para um site ser considerado “mobile friendly” pelo Google não basta ele “ficar bonitinho” quando visualizado no celular. O que os usuários vêem não é a mesma coisa que os robôs do Google vêem – e ajustes no arquivo robots.txt podem ser necessários para que o seu site não tome um golpe e perca relevância nos resultados de busca a partir do dia 21.

A mudança pode provocar mudanças drásticas no ranking dos sites com o passar do tempo.


Como se preparar para o novo algoritmo

Há algumas semanas, o Google lançou  uma ferramenta que ajuda os desenvolvedores a testarem se seu site é considerado “mobile-friendly” ou não pelo algoritmo.

O Google também disponibilizou uma série de guias e documentos importantes para quem ainda precisa ajustar o código do site para torná-lo mobile-friendly.

A mudança pode provocar mudanças drásticas no ranking dos sites com o passar do tempo. Sites que não possuem a preparação mobile vão cair drasticamente posições, perder visitantes e até mesmo desaparecer das pesquisas em Tablets e Celulares.


Como isso vai me impactar?

Vamos pensar em um site que esta na primeira posição para a palavra-chave “escapamento carro”, se um site está na 5º posição no Google e recebe 2400 visitas para esta palavra-chave e cai para a segunda página, ele vai ter somente 410 visitas, caindo para 20% dos atuais visitantes, perdendo diversos clientes em potencial.

Somando estes valores que as empresas vão “perder”, é interessante pensar na construção de um novo site mobile-friendly, já que vale o investimento.

Se você ainda está cético com estas informações, você pode conferir em sites renomados com o Estadão, InfoMoney e a Folha de SP.

Precisa urgente de um site mobile-friendly?

Tenho uma promoção para que já tem um site e quer transformá-lo em mobile friendly.

Mesmo que você ainda não tenha um site ou seja estudante de web e tenha necessidade de se atualizar com treinamentos específicos, entre em Contato.

Você poderá pagar em 12x sem juros no seu cartão de crédito.

Deixe uma resposta